sábado, 23 de fevereiro de 2008

Eram os Oportunistas Deuses?

Meu irmão, minha irmã.



Como sabem, previously on "O Surgimento dos Manuscritos":




O trecho que passou a ser recitado, já num conhecido dialeto inca (através das estranhas aparições envoltas numa aura azulada), dava conta de que eu, Ychronus Lerdaes (ainda um bebê sob os cuidados de meus tios na Escandinávia), deveria passar a viajar com os meus pais para aprender as culturas contemporâneas e que no futuro iria eu ser portador de uma mensagem universal e eclética. À medida que era traduzida a parte até então desconhecida, ficou-se sabendo que eu deveria ser encaminhado às melhores universidades de cultura religiosa e filosófica mundo afora.




Bem, o fato é que, após esses primeiros contatos, muitos dos fatos ocorridos no planeta foram fazendo sentido.
É justamente a primeira parte NÃO-ditada pelas aparições, aquela que os referidos arqueólogos puderam diretamente traduzir, a que mais contribui para que o Tantrismo Dialético assuma hoje um papel de relevância para a humanidade dos nossos dias.
Muitas das incursões dos visitantes, que hoje são detectadas nos céus por testemunhas oculares (os fenômenos de OVNI), quase sempre se trataram de processos de abduções pelas quais novos conhecimentos eram implantados nas mentes humanas.
Na verdade, aquilo que conhecemos como "grandes invenções" foram em muitos casos uma ciência transmitida de forma subliminar aos humanos.
Mas, desastrosamente, os humanos não sabiam capitalizar o saber vindo do espaço. Isso se traduzia numa má utilização da energia kundalínica inferior chamada "sexo", que servia sempre para reprodução e para gerar filhos meninos com fins de fortalecimento dos exércitos para a cultura da guerra e exterminação dos próprios seres humanos. É óbvio que com isso as crianças que nascessem meninas eram muitas vezes relegadas à arte da procriação. Isso ofendia os desígnios da Deusa Kundalini.
Portanto, meu irmão e minha irmã, os escritos da Deusa Kundalini, por mãos de seus sacerdotes, serviram de um caminho para restabelecer o equilíbrio tântrico-dialético entre macho e fêmea no mundo dos humanos.
O oportunismo da grande ciência que hoje é conhecida pelo nome de "Marketing" foi sempre um meio de nossos antecessores "magos" incentivarem a livre expressão por propagandas onde eram permitidas exibições cada vez mais ousadas de corpos femininos, com a vantagem de que a opressora igreja romana acabava evitando combater tal prática por conta de vultosas quantias que lhe eram periodicamente doadas pela mentes brilhantes da Publicidade.
Em uma próxima oportunidade, seguiremos com essas revelações.

Seja o primeiro a comentar

  ©"Em verdade vos digo", o blog da Hector Hereeye Foundation Template layla-imagem banner Kazuhiko Nakamura

TOPO  

Clicky Web Analytics