quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Previsões para 2009


Como trilheiro espiritual, vos digo: "Na mão direita sustentamos uma longa vida oportunista; na esquerda, riquezas, glórias, taças de vinhos franceses e mulheres dadivosas".

Todo ano os necessitados de ajuda divina fazem a mesma pergunta: o que acontecerá nos próximos 365 dias? Na Ordem Mundial dos Magos Esotéricos Oportunistas estudiosos concordam quando o assunto é a expectativa para 2009. Na minha opinião abalizada sugiro que peçam a paz dialética e torçam para que tudo corra bem. É o Sol que vai reger 2009 e os caminhantes de fé, e seus doadores, têm que viver o lado positivo das coisas e evitar a prepotência e a arrogância. O ano será de ânimos exaltados e caixa curto. Urano entrará em conjunção tântrica com Virgem e será um período infértil sem muitas mudanças, mas muita competição pelo pouco de crédito que há pelo mundo. Por se tratar de um regente cármico, o seguidor de fé e investidor astuto e oportunista deverá procurar refúgio em países monárquicos. Um país sul-americano se tornará então uma opção segura, considerando que sua moeda é real.

O Sol irá beneficiar aqueles situados em altos postos hierárquicos e de destaque com mais lutas no sentido profissional. A rivalidade e o individualismo estarão ainda mais presentes, o que é auspicioso para aqueles que levam a palavra divina aos necessitados generosos.

Sob a ótica numerológica 2009 será o ano do amor e da doação material, regido pelo número 2. O 2 também é o representante do poder dos ativos financeiros, da iniciativa mercadológica e do reforço nas contas correntes, principalmente através da partilha com entidades religiosas oportunistas e de renome. No Tarô Tibetano, o ano é simbolizado pelo Cofre, que é a carta da segurança cármica dicotômica. Representada por um homem em pé, à frente de um cofre, com os quatro elementos à sua disposição (ouro, vinho francês, mulheres dadivosas e títulos públicos da União Européia) e com o símbolo do infinito $ sobre a cabeça. A carta do Cofre indica estabilidade espiritual, controle rígido sobre os acontecimentos financeiros e aconselha sempre que se preserve o poder da iniciativa, sem medo de mudanças de nenhuma espécie. Nas Runas Burungudis o 2 corresponde a Sigil, a 13º carta do alfabeto rúnico. Sigil é a runa da segurança material e imaterial. Pode representar a realização de um sonho, pilotar uma Ferrari 599, ou um ganho financeiro inesperado, como dividendos estratosféricos de ações de empresas esotéricas. A pedra indica também sucesso amoroso, como uma conquista tântrica especial. Então aproveitem para entrar em comunhão carnal com aquela(e) gostosa(sujeito) que sempre desejou.

Por uma questão de ética profissional não irei mencionar aqui minhas previsões para 2009. Os ganhos a serem auferidos com palestras de auto-ajuda para empresários e líderes mundiais desesperados com a crise financeira me impedem. Mas faço aqui um adendo às minhas previsões para 2008:

Hillary Clinton não ganhou a eleição porque não quis. Ela rompeu o acordo e a ajuda esotérica cármica esperada não se realizou. Já Obama entendeu bem que o mundo espiritual tem um importante papel em certas situações.

Direto do Mae Hong Son, Tailândia: Na imagem acima a entrada de uma das filiais da Hector Hereeye Foundation, especialmente preparada para receberem peregrinas em busca de conhecimento tântrico. Na imagem abaixo um grupo de peregrinas saúda este escriba, às vésperas de seu 89º aniversário, na posição de adoração tríplice. Neste local proferi a última palestra do ano, "As previsões transcedentais dialéticas, uma abordagem holística de como prever tendências nos mercados de derivativos no mundo cármico dicotômico”, para 1.500 empresários de todo o planeta.

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Balanço Cármico Oportunista - 2008 o ano que entramos para a história


Como trilheiro espiritual, vos digo: "Não te furtes a fazer o bem e auferir lucros a quem de direito, estando na tua mão o poder dialético de fazê-lo". Como honorável mestre tântrico e mago esotérico oportunista faço, no dia de hoje, o balanço do que foi 2008, para a Hector Hereeye Foundation. Tivemos um ano bom, apesar das turbulências financeiras que influenciaram os mercados mundiais. Em primeiro lugar gostaria muito de agradecer a celestial e oportuna ajuda do nosso presidente latino-americano, mago Ykhro. Foi uma grande aquisição estratégica para a Hector Hereeye Foundation.

Em segundo lugar gostaria de agradecer aos 360 milhões de fiéis seguidores que mantém, em dia, suas contribuições mensais. Um acréscimo de 20% em nossas hostes. São US$ 10,00 todos os meses totalizando US$ 43,2 bilhões/ano. Isso só seria possível às 320 equipes, das filiais da HHF, totalizando 5.120 colaboradores, em todos os rincões da humanidade. Os 500 colaboradores da matriz devem ser lembrados pela sua dedicação ímpar à causa dialética. Nossa eficiência é quase divina. Agradeço, também, aos 1.580.000 empresários de todo o mundo que compareceram, em massa, às 250 palestras proferidas. O custo de US$ 1.250,00 por cabeça não foi um preço exorbitante pelas 2 horas de palavras do divino nirvânico. Não poderia deixar de citar que nosso trabalho assistencial beneficiou, com US$ 380 milhões cerca de 1.000.000 de pobres necessitados. Isso nos trouxe, indiretamente, um benefício fiscal de 99%, dos US$ 10,8 bilhões, em impostos recolhidos. Parabéns à equipe de advogados tributaristas. Fechamos o ano fiscal nirvânico de 2008 com mais US$ 39 bilhões em lucros auferidos que serão distribuídos entre os acionistas da Hector Hereeye Foundation. Nada mal para um ano, como disse, conturbado. Espero que 2009 seja melhor. O cenário mundial favorece aos que levam à palavra divina. Um campo promissor para o esoterismo oportunista. Por causa das turbulências mundiais serei precavido e prevejo um incremento de 10,23% ao final de 2009. Comemorem, pois.

Direto do Bancoc, Tailândia: Na imagem acima monges Bu-Shin-mao rezam em louvor a este escriba, às vésperas de seu 89º aniversário, perto da filial local da Hector Hereeye Foundation, onde proferi, especialmente, a palestra, "O balanço financeiro transcedental dialético, uma abordagem holística de como o trabalho esotérico pode ser lucrativo, no mundo cármico dicotômico”, para 1.500 empresários de todos os países do mundo material.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Tema de hoje: Da divisão


Como trilheiro espiritual, vos digo: "Aquele que reparte, toma a melhor parte". A caminhada esotérica oportunista é árdua. Os obstáculos são inúmeros. Somos compelidos à repetição "ad nauseam" de nossos ensinamentos. Cansativo. Garimpar dedicados e fiéis doadores generosos e abonados é quase uma crueldade com o caminhante de fé iniciante. Mas, ao adquirir experiência, encontramos o caminho e, com a ajuda do divino nirvânico, as ferramentas de nosso míster. Nesse momento sublime cabe a nós, "magos", orientar a divisão de bens. 10 % da arrecadação fica nas mãos do irmão recrutador. 20 % é depositado nos cofres da filial para custeio de despesas diversas. Os restantes 70% são enviados eletronicamente para as contas da matriz da Hector Hereeye Foundation espalhadas em paraísos fiscais. Nossos tributaristas trabalham muito, graças aos céus. A boa fonte de recursos deve ser preservada a qualquer custo. Deve desfrutar de passeios em bólidos esportivos do ano, cruzeiros pelos mares da moda e dos favores de irmãs especializadas em tantrismo dialético dadivosas. Somente assim podemos nos fortalecer como organização e continuar desfrutando de nosso vinho francês, na sacada de nosso chateau, sem culpa. Divisórios são os caminhos da iluminação.

Direto de Washington, Estados Unidos: Na imagem acima vemos duas peregrinas dividindo os prazeres de um bom banho de banheira após uma aula em um de nossos cursos de tântrismo dialético, especialmente ministrado por este escriba. Em seguida proferi a palestra "A divisão dicotômica, uma abordagem desafiadora para arrecadar fundos privados", ministrada para 1.500 empresários estadunidenses. Juntem-se a nós.

Em tempo: Muitos caminhantes me procuram para inquirir a respeito de minha ausência diária deste espaço cármico. Em verdade vos digo que continuo azafamado aconselhando governantes, investidores e empresários, ao redor do mundo, nos rumos para debelar a crise mundial financeira que se abateu no mundo material. Sempre a um preço módico, revertido para a Hector Hereeye Foundation e isento de impostos.

  ©"Em verdade vos digo", o blog da Hector Hereeye Foundation Template layla-imagem banner Kazuhiko Nakamura

TOPO  

Clicky Web Analytics