segunda-feira, 30 de abril de 2007

Tema de hoje: A importância de saber observar


Como trilheiro espiritual vos digo:”Coisa oferecida ou está podre ou está moída”. Meu irmão, minha irmã, você almeja o crescimento espiritual. Deseja do fundo da alma o encontro esotérico com a luz. Deve então ter em mente que, em primeiro lugar, você deve ser um ótimo observador. Notar os sinais que o rodeiam e interpretá-los de acordo com os ensinamentos dos “magos”. Uma mariposa pousada no umbral de uma porta pode significar muitas coisas. Números que aparecem do nada, em sua mente, podem ser aqueles que serão sorteados na loteria. Nós, “magos”, aprimoramos a arte de interpretar sinais e traduzi-los em algo absolutamente ininteligível. Afinal, o fornecimento de respostas para importantes questões esotéricas, garante a moradia em nosso chateau e a manutenção de nossa adega de vinhos franceses sempre abastecidas. Importantes e observadores são os caminhos da luz.

Direto de Waterford, Irlanda: A imagem acima é da antiga fortaleza na cidade onde proferi a palestra “Uma visão histórica da dialética, A realidade nirvânica antiga e moderna" que proferi para 1.500 empresários irlandeses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários. Conheçam o orkut do mago, link ao lado.

domingo, 29 de abril de 2007

Tema de hoje: As portas da vida


Como trilheiro espiritual vos digo:”A quem sabe esperar o tempo abre as portas”. Eu havia recentemente ouvido o chamado divino espiritual. Estava eu no mosteiro de Salamanca, meditando sobre as forças cósmicas, quando percebi uma luz iluminando um caminho, com uma série de paradas. Descobri aí a minha verdadeira vocação. Tinha que seguir aquela trilha. No início do caminho Ao-Shu-man deparei-me com um velho sábio. Ele olhou-me e sem dizer nada apontou para uma árvore. Um velho carvalho. Tive o insight que ali estava a resposta para minhas dúvidas. Sentei-me diante ela e comecei a olhar com atenção. Quanto mais olhava menos entendia. E o sábio nada falava. Depois de 3 meses sentado ali percebi que a chave da questão era buscar a resposta em outro lugar. Ao retornar, tempos depois, de minha caminhada esotérica, encontrei-me novamente com este velho sábio. Ele novamente me olhou e apontou para a mesma velha árvore. Respondi, “a árvore está ali porque tem que estar ali”. Um sorriso satisfeito assomou a face do sábio. Virou as costas e foi embora. Meu irmão, minha irmã, a vida nos apresenta perguntas que as vezes não entendemos. Não se desespere. Se não tiver tempo, para uma caminhada sabática espiritual, vá ao encontro do seu guru. Ele terá toda a paciência para mostrar como obter as respostas mediante módica contribuição. Nós, “magos”, temos muitas árvores plantadas, em nosso chateau, para nos lembrar que, ao beber um exótico e robusto vinho francês, a afirmação “In Vino Veritas”. Vívidos são os caminhos da luz.

Direto de Dank, Oman: A imagem acima é de um peregrino realizando o ritual local de purificação cármica antes da palestra “Ocultos dialetismos nirvânicos, Uma visão dicotômica da realidade desértica moderna" que proferi para 1.500 empresários omanitas. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários. Conheçam o orkut do mago, link ao lado.

sábado, 28 de abril de 2007

Tema de hoje: As trevas do subconsciente


Como trilheiro espiritual vos digo:”Nossas necessidades reais são poucas, mas nossas necessidades imaginárias são incontáveis”. Meu irmão, minha irmã, sempre falamos aqui do pensamento positivo como ferramenta divina para a conquista de seus sonhos pessoais. A Ferrari Spider, a viagem para o Caribe, o prêmio da mega-sena acumulada. Mas devemos estar atentos. Tomem cuidado com seus desejos pessoais. Por trás dos desejos confessos podem existir motivações ocultas e obscuras. A vaidade é uma delas. A ganância outra. Devemos, como alpinistas sócias da luz, policiar-nos para que esses perversos motivos sejam debelados. Não adianta nada a conquista que almeja se esquecer o que o ajudou a tal. Nunca deixe de procurar seu mestre espiritual e de continuar contribuindo com sua casa esotérica favorita. Nós, “magos”, percebemos os movimentos negativos da motivação. Em nosso chateau praticamos a arte milenar do exorcismo nirvânico. Isso deixa a salvo nosso espírito e protege nossa adega de finos e raros vinhos franceses do mau-olhado. Escuros e inconscientes são os caminhos da luz.

Direto de Agordat, Eritrea: A imagem acima é de peregrinos sendo doutrinados na filial local da hector Hereeye Foundation antes da palestra “Ocultas visões dialéticas da dicotomia nirvânica" que proferi para 1.500 empresários eritruscos. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários. Conheçam o orkut do mago, link ao lado.

sexta-feira, 27 de abril de 2007

Tema de hoje: A hora de agir, a hora de recuar


Como trilheiro espiritual vos digo:”O sábio reconhece quando é necessário recuar”. Meu irmão, minha irmã, nada é mais presente na vida do que o medo. Medo de altura, medo da escuridão, medo de abraçar uma causa esotérica justa. Quando sentir o bafo frio do medo lembre-se de que nada é por acaso. Se foi colocado em uma situação, potencialmente apavorante, é por que os desígnios divinos conspiraram para que enfrentasse seus medos. Respire fundo, entoe uma oração mentalmente e se jogue de cabeça. Verá que o medo pode ser vencido e adiar um confronto é apenas isso, um adiamento. Mas se o desafio é muito grande não esuqeça que um recuo pode dar uma nova perspectiva e preservar seus dentes. Nós, “magos”, nunca adiamos nossos planos, priorizamos nossos atos de acordo com a necessidade de caixa e jamais deixamos que o medo interfira com as reflexões que fazemos em nosso chateau bebericando um vigoroso vinho francês. Ágeis e retirantes são os caminhos da luz.

Direto de Warwick, Bermuda: A imagem acima é de peregrinos cavaleiros fazendo uma demonstração de adestramento de animais antes da palestra “Visões dialéticas da dicotomia aplicada a gestão de empreendimentos turísticos" que proferi para 1.500 empresários de Bermudas. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários. Conheçam o orkut do mago, link ao lado.

quinta-feira, 26 de abril de 2007

Tema de hoje: Cada dia é um recomeço


Como trilheiro espiritual vos digo:”Nada como um dia após o outro com uma noite pelo meio”. Meu irmão, minha irmã, você acorda todo santo dia. Quando acorda deve pedir, com jeito, ao divino que seu dia seja intenso e maravilhoso. Que coisas novas e inusitadas aconteçam. Pois se você não pensar positivamente, todos os dias serão iguais uns aos outros. A rotina é o primeiro passo para a descida ao inferno astral. Ao pensar positivamente imagine-se pilotando uma Ferrari Spider, ou viajando para Paris ou, ainda, contribuindo generosamente para a Hector Hereeye Foundation. Nós, “magos”, nunca temos um dia igual ao outro, sempre estamos pelo mundo ajudando os necessitados e faturando com as palestras que proferimos. Isso nos deixa seguros que jamais teremos uma rotina maçante em nosso chateau e que os vinhos franceses que bebemos sempre são renovados. Diários e recomeçados são os caminhos da luz.

Direto de Al Mukalla, Yemen: A imagem acima é do centro empresarial onde proferi a palestra “Crescimento no nirvana espiritual, Uma visão dicotômica da gestão de negócios e do empreendedorismo dialético no Oriente Médio" que proferi para 1.500 empresários yemenitas. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários. Conheçam o orkut do mago, link ao lado.

quarta-feira, 25 de abril de 2007

Tema de hoje: Prece do mestre Sha-Em-guo


Como trilheiro espiritual vos digo:”A prece remove montanhas”. Certa vez, me encontrei, eu mesmo, com um grande mestre espiritual. Era um sábio muito viajado e especialista na arte da oração. Indaguei a respeito do poder da oração. Me respondeu, “pequeno Feng Ping kun a oração é uma ferramenta poderosa para nos aproximar do divino. Ao orar, o orador abre sua mente aos eflúvios esotéricos criando uma sintonia perfeita entre o material e o espiritual. E isso vale uma modesta contribuição pecuniária, não vale?”. Assustei-me pois estava sem minha carteira mas ele tratou de me tranqüilizar dizendo que não cobrava pela dica e sim na ajuda personalizada ao orador. Era considerado o maior personal prayer do mundo. Meu irmão, minha irmã, orar é um dom. Se você percebe que ao pedir alguma coisa é atendido agradeça aos céus e ao seu guia espiritual. Nós, “magos”, oramos todos os dias para que o divino mantenha nosso chateau abastecido de primorosos vinhos franceses. Oraculares são os caminhos da luz.

Como foi com a minha cara o grande sábio me passou uma pequena prece que reparto com vocês, inteiramente grátis:

“Ó divino, ó divino, Dai-me orelhas para escutar as vozes da natureza. Dai-me visão para vislumbrar a luminescência etérea do universo. Dai-me braços para agüentar a labuta diária. Dai-me boca para proferir seu nome. Dai-me recursos para sustentar meu guia espiritual. Ó divino, ó divino, esqueça minhas dívidas assim como esqueço a quem devo. Ó divino, reconheço sua onisciente onipotência, guie-me pelo caminho e proteja-me dos gananciosos. Namastê.”


Direto de Vianden, Luxemburgo: A imagem acima é do chateau onde proferi a palestra “Crescimento empresarial e nirvana espiritual, Uma visão dialética da gestão de negócios e do empreendedorismo dialético" que proferi para 1.500 empresários luxemburguenses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários. Conheçam o orkut do mago, link ao lado.

terça-feira, 24 de abril de 2007

Tema de hoje: O dualismo do amor


Como trilheiro espiritual vos digo:"Amai-vos uns aos outros e contribuam para sua casa espiritual". Meu irmão, minha irmã, você tem sede de amor. No caminho espiritual ao qual se propõem a seguir esse aspecto da vida também está presente. Nada mais agradável do que encontrar a luz e um consorte apaixonado, rico e endinheirado. Fique sempre atento aos sinais. Sua alma gêmea pode ser aquele suposto pobretão maltrapilho (que na verdade pode ser um multi-milionário excêntrico), aquele piloto de uma Ferrari Spider ou ainda aquela deusa na piscina do transatlântico no Caribe. Mas tenham cuidado. Estejam certos que está tudo no preto e no branco quando abraçarem sua alma gêmea. Afinal, o amor é eterno enquanto dure e um divórcio bem amparado garante sua subsistência para sempre. Nós, "magos", nos cercamos de um batalhão de advogados para evitar que nosso chateau e nosso vinho francês caia em mãos ganaciosas. Duais e amorosos são os caminhos da luz.

Direto de Cairo, Egito: A imagem acima é da Esfinge, do alto da qual proferi a palestra “Gestão empresarial aplicada, Uma visão nirvânica do empreendedorismo dialético" que proferi para 1.500 empresários egípcios. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários. Conheçam o orkut do mago, link ao lado.

segunda-feira, 23 de abril de 2007

Tema de hoje: Uma grande aventura


Como trilheiro espiritual vos digo:”Quem não se aventurou, não perdeu, mas não ganhou”. Meu irmão, minha irmã, a razão tem mais nuances do que compreendemos. Se ao abraçar uma árvore, enquanto entoa cânticos mágicos, for chamado de louco lembre-se que está em comunhão com o divino. Um antigo sábio do deserto de Gobi, Pan-Ai-long, dizia que a loucura é a porta de entrada para o manicômio. Mas se escapar de lá pode se tornar um grande caminho para se aproximar do divino. Pegue sua Ferrari Spider e acelere à toda naquela estrada esburacada. No cruzeiro pelo Caribe faça uma performance em cima da mesa do capitão. Veja o que acontece quando se arrisca. Nós, “magos”, tornamos a loucura na arte de convencer pessoas. Assim construímos nossos chateaus e os abastecemos de raros vinhos franceses. Enormes e aventureiros são os caminhos da luz.

Direto de Marrakech, Marrocos: A imagem acima é de uma peregrina executando a dança de adoração aos deuses desérticos antes da palestra “Carma e dialética, Uma visão obscura das nuances dicotômicas nirvânicas" que proferi para 1.500 empresários marroquinos. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários. Conheçam o orkut do mago, link ao lado.

domingo, 22 de abril de 2007

Tema de hoje: Escute o que Ele tem a dizer


Como trilheiro espiritual vos digo:”A determinação em todo negócio é perigosa pois errar é humano”. Meu irmão, minha irmã, você que deseja trilhar o caminho espiritual divino tenha em mente que não é uma tarefa fácil. Buscamos palavras e entendimento, mas, nem sempre, o que o divino fala conosco é compreendido. A maior qualidade em quem trilha o caminho é a determinação. Não desistir nunca. E procure sempre um conselho de quem entende do negócio. Quando tudo parecer perdido vá a uma filial da Hector Hereeye Foundation e deixe um de nossos conselheiros colocá-lo(a) no colo e aconselhá-lo(a). Nós, “magos”, somos vencedores pois aprendemos a comprar um crítico venal e adular um editor ganancioso, caindo e levantando, jamais desistimos ou nos perdemos. Refletimos muito sobre como amenizar o caminho divino, sentados na varanda de nossos chateaus e bebendo vinho francês. Ditos e escutados são os caminhos da luz.

Direto de Ghent, Belgica: A imagem acima é do castelo "Chateau des Comtes" onde proferi a palestra “Dicotomia cármica, Uma visão dialética do velho mundo”, para 1.500 empresários belgas. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários. Conheçam o orkut do mago, link ao lado.

sábado, 21 de abril de 2007

Tema de hoje: De que é feita a existência?


Como trilheiro espiritual vos digo:”Quem tem telhado de vidro não deve atirar pedras nos telhados dos outros”. Certa vez, às voltas com meus papéis, deparei-me com uma bela casa construída de cacos de vidro. Conta à lenda que um anjo, em sonhos, instruiu seu construtor a realizar tal feito. Após décadas de trabalho colando cacos de vidro, quando colou o último pedaço, morreu. Meu irmão, minha irmã, sua vida é feita de retalhos mal acabados. Juntando tudo perceberá quanto tua existência é frágil. Perceberá que teu destino será aquele decorrente das decisões que tomar. Seus retalhos podem ser papéis, contas a pagar, cheques em branco para a Hector Hereeye Foundation. Poderiam ser também alguns bens materiais, como uma Ferrari ou uma casa no campo. Os retalhos que nós, “magos”, possuímos são escolhidos a dedos. Livros apoiados por críticos venais e editores gananciosos, um chateau bem localizado e uma adega de vinhos franceses bem abastecida. E nossas casas de vidro estão cobertas por um polpudo seguro. Existenciais são os caminhos da luz.

Direto de Barcelona, Espanha: A imagem acima é da igreja "La Sagrada Familia" onde proferi a palestra “Nirvana cármico dialético, Uma visão dicotêmica da religiosidade”, para 1.500 empresários espanhóis. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários. Conheçam o orkut do mago, link ao lado.

sexta-feira, 20 de abril de 2007

Tema de hoje: O viajante


Como trilheiro espiritual vos digo:”As aparências enganam”. Somos todos prisioneiros de nossos preconceitos. Quando nos deparamos com um roto maltrapilho logo tratamos de nos afastar. Ou então, ao atender aquela(e) cliente bem arrumada(o) e cheirosa(o), ficamos todos solícitos como se deuses divinos descessem à Terra para nos abençoar. Somos vítimas de nossa cobiça. Estava eu, no caminho Ao-Shu-man, quando resolvi pegar uma informação em um estabelecimento imobiliário. Na época estava procurando terras para começar a construir as filiais do que é hoje a Hector Hereeye Foundation. Como estava caminhando há dias sem me trocar nem me banhar, confesso que não estava com a melhor das aparências. Lá entrando percebi que era uma grande empresa imobiliária, com alcance mundial e que me interessava sobremaneira, inclusive percebi maquetes de locações espetaculares ao redor do mundo. Tomei um chá de cadeira de duas horas mas, como bom esotérico, muni-me de toda a paciência que aprendi. Depois desse tempo entrou um rapaz que me pareceu novo no serviço que fazia. Imediatamente se dirigiu a mim e me perguntou o que queria. Disse-lhe que antes de tudo me interessava uma das locações que estavam ali representadas. “Onde está localizada”, perguntei eu. “No belíssimo Vale do Loire, na França”, respondeu ele. Falou sobre as magníficas terras ao redor daquele chateau, da maravilhosa adega repleta de finos vinhos franceses, enfim sobre todas as características daquele local tão aprazível. Os outros funcionários olhavam-me com desprezo e achavam que aquele gentil vendedor estava louco em perder seu valioso tempo com tão imunda criatura. Perguntei então quanto custava. “Dez milhões de euros”, respondeu. “Onde assino?”, respondi. E fiz ali mesmo a transferência de fundos comprando, à vista, o meu famoso chateau. Meu irmão, minha irmã, jamais subestime uma pessoa, ela pode ser um grande contribuinte ou doador de fundos. Viajados são os caminhos da luz.

Direto de Vale do Loire, França: A imagem acima é de um membro dos ciclistas peregrinos saindo do meu humilde chateau depois da palestra “Karma e nirvana, Uma visão dialética monoteísta da superação humana”, que proferi para 1.500 empresários franceses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários. Conheçam o orkut do mago, link ao lado.

quinta-feira, 19 de abril de 2007

Tema de hoje: A liberdade da alma


Como trilheiro espiritual vos digo:”A liberdade é o maior dos bens e o fundamento de todos os outros”. O estudo da alma é um dos grandes temas que refletimos em nossa caminhada esotérica. A alma é intangível, mas nos preenche de “estados de espírito” incomuns. Temos a alma amorosa que traduz sentimentos sublimes. A alma caridosa que ampara e apóia. Temos a alma melancólica que traz angústias e desespero. E ainda a alma raivosa responsável por tantas mazelas que circulam a vida daqueles que se deixam arrebatar por ela. Mas a que mais gosto é da alma perdulária. Esse “estado de espírito” nos motiva a sempre querer mais, a alcançar objetivos financeiros ditos impossíveis, como a aquisição de uma Ferrari Spider por exemplo. Essa alma é responsável pela identificação dos críticos venais e editores gananciosos e facilita a abordagem quando queremos publicar um livro oportunista. Meu irmão, minha irmã, você deve aprender a identificar qual é a sua alma e assim molda-la para atingir o que deseja. Nós, “magos”, sabemos que uma alma caridosa contribuirá sobremaneira para a aquisição de nosso chateau e possibilitar a degustação de variados vinhos franceses. Liberais e astrais são os caminhos da luz.

Direto de Atenas, Grécia: A imagem acima é de peregrinos na Acrópolis, local que escolhi para proferir a palestra “Nuances filosóficas nirvânicas, Uma visão dialética da elevação espiritual da alma”, que proferi para 1.500 empresários gregos. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários. Conheçam o orkut do mago, link ao lado.

quarta-feira, 18 de abril de 2007

Tema de hoje: Lições de um pianista


Como trilheiro espiritual vos digo:”Dinheiro compra pão, mas não compra gratidão”. Certa vez, em um albergue à beira do caminho Ao-Shu-man, encontrei-me com o grande sábio Shi-Pu-ning. Este sábio, ao chegar, enfiou logo o pé na jaca. Encomendou os melhores manjares existentes. Bebeu os melhores e mais caros chás produzidos pelas virgens vestais eunucas. Pasmo, com tamanha liberalidade gastronômica, perguntei o que ocorria. “Meu pequeno Feng Ping kun somos guerreiros da luz, ensinamos os ensinamentos esotéricos divinos às multidões, dedicamos nossa agenda para receber a visita de milhares de peregrinos desesperados por uma palavra de esperança. Temos a obrigação de usufruir todas as boas coisas da vida”, respondeu ele. Meu irmão, minha irmã, você não deve se sentir culpado quando pilota sua Ferrari Spider. Nem quando viaja para as cidades mais caras do mundo e gasta fortunas em hotéis e restaurantes nababescos. Se pratica uma boa ação, como por exemplo sua contribuição para a Hector Hereeye Foundation, tudo isso será relevado. Nós, “magos”, somos especialistas em retirar essas dúvidas existenciais. Em nosso chateau bebendo finos vinhos franceses seguimos à risca essa regra de ouro. Elucidativos e sonoros são os caminhos da luz.

Direto de Tórshavn, Ilhas Faroe: A imagem acima é dos preparativos para a grande procissão anual dos peregrinos em dádiva a Netuno antes da palestra “Nuances filantrópicas nirvânicas, Uma visão dialética da doação financeira”, que proferi para 1.500 empresários dinamarqueses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários. Conheçam o orkut do mago, link ao lado.

terça-feira, 17 de abril de 2007

Tema de hoje: A mãe girafa faz o filho sofrer


Como trilheiro espiritual vos digo:”Quem não sabe sofrer, não sabe reger”. Observando os animais, e a natureza, podemos aprender muitas lições valiosas. Os tubarões, por exemplo, já no próprio útero da mãe-tubaroa, se engalfinham pela sobrevivência. Esse canibalismo possibilita apenas o nascimento dos mais capazes de sobreviver em um mundo cruel e hostil. Uma avalanche no Himalaia permite à montanha se defender dos ousados agressores. Meu irmão, minha irmã, você deve observar o comportamento natural para entender que nem sempre a vida é um mar de rosas. As lições são melhores aprendidas se são duras e árduas. Os grandes sábios costumam utilizar palmatórias e porretes para fazer valer seus pontos de vista. Nós, “magos”, sabemos como é duro comprar um crítico venal, adular um editor ganancioso e autografar milhares de livros para leitores enfadonhos, para obter um chateau e equipa-lo com uma adega de estupendos vinhos franceses. Maternais e sofridos são os caminhos da luz.

Direto de Aalborg, Dinamarca: A imagem acima é da procissão anual dos monges Tang-Man-tou que se dirigiam em peregrinação ao encontro que promovi na filial da Hector Hereeye Foundation. Logo após proferi a palestra “Curiosidades dialéticas sobre o nirvana: A negação da negação dicotômica” para 1.500 empresários dinamarqueses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

segunda-feira, 16 de abril de 2007

Tema de hoje: As forças invisíveis


Como trilheiro espiritual vos digo:”A união faz a força”. Meu irmão, minha irmã, você tem todas as ferramentas para contruir seu caminho esotérico divino. Tenha sempre em mente que apenas é necessária a devida orientação espiritual oportunista. Um grande sábio, Jia-Na-li, dizia que a vida é um instrumento de percussão. O ritmo que aplicamos determina quais resultados iremos obter. Se uma suave melodia de fundo, se um funesto prelúdio, um poderoso rock-n-roll ou então uma simples batida de compasso. Valorize os ensinamentos de seus mestres locais e nunca esqueçam que eles não vivem de vento. Nós, “magos”, sublimamos este conhecimento para partilha-los com aqueles que buscam a verdadeira síntese espirtualista. Em nosso chateau, saboreando um raro vinho francês, refletimos sobre as forças que nos levam a essa busca. Fortes e invisíveis são os caminhos da luz.

Direto de Liverpool, Inglaterra: A imagem acima são de militantes antiesotéricos perturbando o encontro anual da filial inglesa da Hector Hereeye Foundation antes de minha palestra “A musicalidade nirvânica dialética: Uma abordagem pseudo-dicotômica da realidade humana”, que proferi para 1.500 empresários ingleses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

domingo, 15 de abril de 2007

Tema de hoje: A suavidade ajuda a construir


Como trilheiro espiritual vos digo: ”Por que o careca haveria de ser gentil com o barbeiro?”. Certa vez, no caminho Ao-Shu-man, perambulava pelas margens do Rio Amarelo, nas proximidades do mosteiro Ai-Bao-bao. Contemplando as violentas corredeiras percebi uma caverna logo abaixo de uma cascata. Lá chegando pude ler, entalhado, em uma das paredes: “João Grandão esteve aqui”. Meu irmão, minha irmã, você deve perceber as nuances do que te cerca. Sua sensibilidade deve estar em alta para captar as pequenas coisas colocadas na Terra pelo divino. E entender o que significam é um desafio. Nós, “magos” sabemos que esse é um dos grandes segredos que nos torna proprietários de chateaus e de adegas de estupendos vinhos franceses. Syaves e construtivos são os caminhos da luz.

Direto de Belize City, Belize: A imagem acima é de peregrinos a caminho de uma missão humanitária antes de minha palestra “O nirvana humanitário da dialética: Uma visão monástica do eu supremo”, que proferi para 1.500 empresários belinezes. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

sábado, 14 de abril de 2007

Tema de hoje: Capacidade de perdoar


Como trilheiro espiritual vos digo:“Ninguém se faça agressor, sem razão e sem valor”. Certa vez estava pousando no mosteiro Ao-Bai-kun quando vi dois dos mais renomados e ascéticos monges se estapeando como duas mulherzinhas. Um apanhava e o outro batia. O abade superior interveio e, alegando que até Jesus ofereceu a outra face, pediu ao agredido que perdoasse seu agressor. O monge agredido imediatamente ligou para seu advogado, abriu um processo contra o outro monge, que saiu algemado, e outro contra o mosteiro por assédio moral. Venceu em todas as instâncias e ganhou US$ 10 milhões. O mosteiro faliu. Meu irmão, minha irmã, se você é agredido não adianta revidar. As forças divinas esotéricas olham pelo nosso lado espiritual. Os tribunais pelo lado material. Não hesite em processar aquele que faz o mal para você. Nós, “magos”, quando compramos aquele crítico venal, adulamos o editor ganancioso ou contratamos nossas assistentes dadivosas e impetuosas nos cercamos de medidas legais protegidos por um batalhão de juristas para garantir que nosso chateau esteja livre de problemas e possamos beber nosso vinho francês em paz. Capazes e perdoáveis são os caminhos da luz.

Direto de Anse Royal, Seychelles: A imagem acima é de uma peregrina ilhoa indo orar nas pedras sagradas de Quetzalcóatl diante da filial da Hector Hereye Foundation antes de minha palestra “Astequismo e Indianismo: Uma visão dicotômica das religiões dialéticas pré-colombianas”, que proferi para 1.500 empresários seychelanos. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

sexta-feira, 13 de abril de 2007

Tema de hoje: Meios e fins


Como trilheiro espiritual vos digo:”Ladrão que rouba ladrão tem 100 anos de perdão”. Fui seguidor de um eminente “sábio” durante alguns meses. Como aprendiz sagaz e esforçado logo percebi qual era o caminho da redenção esotérica espiritual. Certa vez, quando passávamos sérias dificuldades para ostentar nossa condição nababesca de pregadores espirituais, fomos enviados com a missão de levantar fundos para cobrir nosso rombo bancário. éramos 40 seguidores. Cada um, exceto eu, trouxe alguns míseros trocados conseguidos nas esquinas da vida. Eu, por minha vez, consegui convencer um gerente de uma importante instituição financeira a realizar uma arriscada e exótica operação de derivativos, fazendo hedge entre a moeda malaia, a produção de bolinhas de gude queniana, a produção de estanho canadense e o estoque de camisinhas da Zâmbia. Após dois dias ganhei US$ 25 milhões o que cobria, com folga, o tal rombo. Ao apresentar o fruto do meu trabalho fui expulso do templo com a desculpa que tinha conseguido entender o mecanismo de elevação divina e da conta bancária e seria uma séria ameaça para a permanência do “sábio” como líder espiritual. Meu irmão, minha irmã, você se depara com a inveja em todos os aspectos de sua vida. Não tenha medo de enfrentá-la. Suas idéias de aumento de receita e faturamento serão muito bem-vindas na Hector Hereye Foundation. Nós, “magos”, precisamos dessas idéias para aumentar as terras no entorno de nosso chateau e comprar os mais raros vinhos franceses. Finais e meiais são os caminhos da luz.

Direto de New York, Estados Unidos: A imagem acima é de um encontro de peregrinos financeiros no templo da Hector Hereye Foundation antes de minha palestra “Negociações agressivas e carama: Uma visão dialética do nirvana financeiro”, que proferi para 1.500 empresários estadunidenses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

quinta-feira, 12 de abril de 2007

Tema de hoje: Que sabedoria há na solidão?


Como trilheiro espiritual vos digo:” A solidão é para o espírito o que a dieta é para o corpo”. Sempre costumo dizer aqui nesse espaço sagrado para que tomem cuidado com falsos profetas. Principalmente aqueles que se dizem ermitões. A solidão não é passaporte para a fortuna. Nem, tampouco, para atingir seus objetivos esotéricos. Meu irmão, minha irmã, pelo menos uma vez você já foi assediado por aqueles sujeitos barbudos, esfarrapados, mal-cheirosos e gananciosos. Observando-os, certa vez no caminho Ao-Shu-man, percebi que, após pregarem a humildade, pobreza, penitência e solidão, esses seres infectos costumavam ir à melhor churrascaria, para se empanturrarem de petiscos e bebidas, e depois tirar uma soneca na melhor pousada da região. Que sabedoria se pode esperar? Cuidado com imitações. Nós, “magos”, estamos sempre atentos para levar a verdadeira espiritualidade a quem nos procura em troca de uma módica contribuição. Assim podemos manter nosso chateau e nossa adega de vinho francês. Sábios e solitários são os caminhos da luz.

Direto de Moroni, Comoros: A imagem acima é de peregrinos trazendo oferendas para a filial da Hector Hereeye Foundation antes da palestra “Visão messiânica do nirvana dialético” que proferi para 1.500 empresários comorenses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

quarta-feira, 11 de abril de 2007

Tema de hoje: A escuridão de um falso mestre


Como trilheiro espiritual vos digo:”Mão de mestre não suja ferramenta”. Meu irmão, minha irmã, você deve se afastar célere dos falsos profetas que, ao invés de ensinar, tomam para si todo o conhecimento e apresentam a receita pronta e a conta. A busca do caminho esotérico divino deve ser feita por pernas próprias e não apoiada em muletas. Nós, “magos”, nos especializamos em mostrar como as coisas devem ser feitas e não entregar nada mastigado. E, sem dúvida, o retorno financeiro é sempre maior, permitindo que construamos nosso chateau e o abasteçamos de vigorosos vinhos franceses. Escuros e falsos são os caminhos da luz, para quem não conhece a localização do interruptor.

Direto de Moramanga, Madagascar: A imagem acima é de peregrinos reunidos na porta da modesta filial da Hector Hereeye Foundation antes da palestra “Nirvana quântico: Uma visão dialética da exploração agropecuária em paises do quinto mundo”, que proferi para 1.500 empresários agrícolas madagascarenos. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

terça-feira, 10 de abril de 2007

Tema de hoje: Depois da morte


Como trilheiro espiritual vos digo:” Morre-se mais por comer e beber, do que de fome e de sede”. Ao longo do caminho Ao-Shu-man encontram-se inúmeros reinos. Certa vez, ao passar por um deles, fui parado por uma tropa armada até os dentes. Me informaram que o imperador daqeule reino exigia minha presença imediata para uma consulta da mais alta relevância. Como era um reino aparentemente rico e minha bolsa estava meio cheia, disse que tinha meu preço para este serviço. Após duras negociações consegui o que queria e fui ao tal castelo. Lá chegando ouvi a seguinte pergunta: “O que acontece depois da morte?”. “Se teve uma vida ascética e respeitável irá para o céu. Caso contrário, se teve uma vida pândega e repleta de excessos irá para o inferno”, respondi. O imperador ficou matutando sobre minha resposta e segui meu caminho agora um pouco mais rico. Meu irmão, minha irmã, você se depara com várias questões existenciais. Não se acanhe em perguntar e reflita sempre sobre a resposta que obtiver. Nós, “magos”, desenvolvemos a capacidade de estimular essa reflexão mesmo não dizendo coisa com coisa. Em nosso chateau, saboreando um delicioso vinho francês, refletimos sobre as formas de vender fumaça. Mortais e adiados são os caminhos da luz.

Direto de Puerto Varas, Chile: Ao fundo da imagem acima vemos a Igreja de São Francisco onde foi celebrada missa em reconhecimento aos serviços prestados pela Hector Hereeye Foundation. Logo após proferi a palestra “Nirvana esotérico e gestão de pessoas: Uma visão dialética do todo universal” para 1.500 empresários chilenos. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

segunda-feira, 9 de abril de 2007

Tema de hoje: O profeta e os tigres


Como trilheiro espiritual vos digo: “Numa montanha não cabem dois tigres”. A busca por revelações espirituais divinas aquece de tal forma o mercado que, hoje, a oferta de “magos” oportunistas está inflacionada. Alguns usam do mais absoluto cinismo para se promoverem sobre o trabalho alheio. Prometem o impossível. Meu irmão, minha irmã, se você for abordado(a) por algum falso profeta, que prometa acabar com os tigres que habitam sua aldeia, não acredite. Viajando pelo mundo constatei que, em raros locais do mundo, é possível encontrar um tigre, dois tigres, três trigues. Afaste-se dele como se ele estivesse com a peste. Dirija-se, então, a uma filial da Hector Hereeye Foundation e abrace um de nossos monges, e deixe uma singela contribuição para este gesto de salvação. Em nosso chateau, enquanto bebemos um licoroso vinho francês, articulamos nossa contra-ofensiva. Proféticos e tigrados são os caminhos da luz.

Direto de Tutong, Brunei: A imagem acima é de peregrinos que me visitaram antes da palestra “Visualização dialética do nirvana, uma abordagem metodológica e mercadológica da gestão de pessoas” que proferi para 1.500 empresários bruneienses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

domingo, 8 de abril de 2007

Tema de hoje: O dom que Deus nos deu


Como trilheiro espiritual vos digo:”A quem quer, nada é difícil“. Meu irmão, minha irmã, somos todos dotados de qualidades excepcionais. Alguns as notam desde cedo e as cultivam para, na maioridade, usufruir de todo o seu potencial. Outros não as percebem e passam uma v ida de provações sem saber que a redenção está ao alcance da mão. Ou, pior ainda, existem aqueles que simplesmente se amedrontam perante seus dons e os renegam, vivendo uma vida de mediocridade. Nós, “magos”, além de estimularmos nossos dons divinos, conseguimos identificar e estimular os críticos venais a nos elogiar, editores gananciosos a nos publicar e seguidores sequiosos em arrecadar contribuições para nossas fundações. Em nosso chateau, enquanto bebemos nosso inestimável vinho francês, aprimoramos essas habilidades. Divinos e inatos são os caminhos da luz.

Direto de Vantaa, Finlandia: A imagem acima é do encontro de peregrinos antes da palestra “A força dialética do nirvana: Uma visão profética esotérica da gestão empresarial” que proferi para 1.500 empresários finlandeses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

sábado, 7 de abril de 2007

Tema de hoje: A sabedoria no silêncio


Como trilheiro espiritual vos digo: ”Em boca fechada não entra mosca”. Meu irmão, minha irmã, você está atravessando uma rua. Nesse momento, com os pensamentos em turbilhão, simplesmente acontece um vácuo em sua mente. Você acaba de criar a teoria do buraco negro astronômico. O caminho Ao-Shu-man é um caminho longo e solitário. Imergimos-nos em pensamentos dos mais variados. Às vezes simplesmente “dá um branco”. O divino fala a nós por telepatia. Não se desespere se não lembrar no que estava pensando minutos antes. Refaça mentalmente todo o trecho anterior ao acontecimento. Caso não lembre de jeito nenhum pode ter certeza que era importante. Talvez a criação de um novo produto revolucionário. Ou os números de sua loteria local que o deixará milionário. Ou pior, o número do telefone daquela(e) mulher(homem) maravilhosa(o) com quem passou a noite anterior. Nós, “magos”, andamos com nosso gravador à mão. Podemos, desta forma, gravar qualquer pensamento sem nos preocupar com amnésias. De volta ao nosso chateau para saborear nosso vinho francês, colocamos estas idéias no papel e as transformamos em livros ou palestras milionárias. Silenciosos e sábios são os caminhos da luz

Direto de Kampot, Camboja: A imagem acima é de peregrinos se banhando no rio sagrado Wei-Rong ying antes da palestra “A verdadeira face dialética do nirvana vermelho” que proferi para 1.500 empresários cambojanos. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

sexta-feira, 6 de abril de 2007

Tema de hoje: Provérbios árabes


Como trilheiro espiritual vos digo:” Copia parit fastidium. Copia nauseam parit. Fit fastidium copia“. Meu irmão, minha irmã, todo peregrino, que busca a elevação divina esotérica, irá, um dia, se deparar com questões da mais alta relevância. Neste momento, se não tiver o que dizer faça como os grandes sábios. Copie e cole, sem cerimônia, os ensinamentos dos outros. Tenha sempre provérbios obscuros ao alcance das mãos e lance-os ao vento. Verá que o efeito de palavras desconexas e sem sentido, proferidas por supostos “magos”, são capazes de mover montanhas. Nós, “magos”, sentados em nosso chateau, bebendo vinho francês, ponderamos muito sobre o uso ou não desse recurso. Na maioria das vezes optamos em usá-lo e sempre árabes. Copiados e sem censura são os caminhos da luz.

Direto de Cidade do Vaticano, Vaticano: A imagem acima é de peregrinos, de todas as partes do mundo, que vieram prestigiar meu discurso conjunto com o Papa antes da palestra “A ressurreição nirvânica e pragmatismo ortodoxo dialético” que proferi para 1.500 empresários, bispos e cardeais. Por se tratar de um encontro mundial solicitado pelo papado, a palestra foi aberta a todas as nacionalidades e não apenas aos empresários, bispos e cardeais vaticaneses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

quinta-feira, 5 de abril de 2007

Tema de hoje: A alegria na humildade


Como trilheiro espiritual vos digo” É quando nos esquecemos de nós mesmos que fazemos coisas que merecem ser recordadas”. Certa vez, no caminho Ao-shu-man, deparei-me com grande fluxo de peregrinos entrando no mosteiro Shen-Pei-shi. Soube por um peregrino que estavam indo render homenagens a uma sábia mulher e seu filho. Levavam os mais diversos presentes. Túnicas incrustadas de pérolas, manjares nababescos, roupas íntimas costuradas a mão e exemplares raros de livros sagrados. Tudo para agradar a mãe e seu pimpolho. Apesar de nada ter em mãos me postei como último da fila. Os monges recebiam as dádivas e a cada uma delas sorriam. Ao perceberem minha presença fecharam a cara pois, além da aparência humilde, nada tinha para entregar. Porém saquei um título, de minha surrada bolsa, onde passava, ao filho sagrado da sábia senhora, 25% das ações da Hector Hereeye Foundation. Ele sorriu extasiado e todos também sorriram. Meu irmão, minha irmã, se você perceber má-vontade com suas ações utilize-se de recursos financeiros. Nós, “magos”, sempre compramos nossos críticos venais e adulamos nossos editores gananciosos. Isso garante a perpetuação de nosso trabalho divino e também a manutenção de nosso chateau e de nossa adega de estupendo vinho francês. Humildes e alegres são os caminhos da luz

Direto de Mahalapye, Botswana: A imagem acima é de peregrinas botsuanesas festejando minha chegada ao local onde proferi a palestra “Dança nirvânica: Uma visão dialética da gestão comunitária esotérica” para 1.500 empresários botsuaneses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

quarta-feira, 4 de abril de 2007

Tema de hoje: O silêncio da sabedoria


Como trilheiro espiritual vos digo: “Quem sabe faz, quem não sabe ensina”. Certa vez, no caminho Ao-Shu-man, encontrei um velho e famoso sábio. Não resisti em perguntar qual era o segredo de sua sabedoria. Ele olhou-me profundamente, arqueou uma sobrancelha e não disse absolutamente nada. Neste momento entendi a enormidade do trabalho que tinha pela frente na busca pela verdadeira verdade esotérica divina. O mundo é cheio de possibilidades. Pode parecer gigantesco mas nós, “magos”, sabemos que ele cabe perfeitamente no seu bolso se obtiver os recursos necessários. Em nosso chateau, bebendo um estupendo vinho francês, filosofamos sobre o caminho que nos levou ao sucesso, quantos críticos venais compramos, quantos editores gananciosos adulamos. Sábios e silenciosos são os caminhos da luz.

Direto de Pedra Badejo, Cabo Verde: A imagem acima é do local onde fiz um pequeno retiro espiritual de 5 minutos antes de proferir a palestra “Navegação astral dialética: Uma visão esotérica da vida pós-morte” para 1.500 empresários palmeirenses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

terça-feira, 3 de abril de 2007

Tema de hoje: A covardia ocultada na culpa


Como trilheiro espiritual vos digo:"O medo tem algumas utilidades, mas a covardia não". Meu irmão, minha irmã, além de não ter medo em alardear pela posse daquela Ferrari Spider ou pela realização de sua viagem ao Caribe não deve se sentir culpado por isso. A culpa pela posse de nossos bens, tão ardilosa e arduamente conquistados, é deletéria. Com a culpa vem a vergonha. E tudo isso somado nos torna covardes. Nós, “magos”, somos guerreiros corajosos, que enfrentamos as estradas da vida, os críticos venais e editores inescrupulosos para conquistar nosso chateau e beber nosso vinho francês. Destemidos são os caminhos da luz.

Direto de Sacatepéquez, Guatemala: A imagem acima é da singela festa dos peregrinos em homenagem ao fundador da Hector Hereeye Foundation, em frente ao espaço destinado à minha palestra "Voando nas asas da dialética nirvânica" que proferi para 1.500 empresários guatemaltecos. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

segunda-feira, 2 de abril de 2007

Tema de hoje: A busca espiritual em mares desconhecidos


Como trilheiro espiritual vos digo:” Santo de casa não faz milagre”. A vida é feita de pequenos milagres. A cada dia milhões de milagres são realizados por simples mortais. Meu irmão, minha irmã, você é parte da união divina quando consegue equilibrar seu orçamento, comprar aquela Ferrari Spider ou ainda conseguir férias e ir viajar de navio pelo Caribe. Imagine-se você em um cruzeiro por mares desconhecidos, em um navio repleto de homens e mulheres ávidos. Precisa de coragem mas nada que meia garrafa de Jack Daniels não resolva. E documente, sempre, esses atos milagrosos que realiza, um dia poderá ser canonizado. Nós, “magos”, somos mestres na arte do milagre. Conseguimos criar esperança onde não há. Conseguimos criar um chateau belíssimo repleto de maravilhosos vinhos franceses onde antes era uma terra estéril e sem vida. Milagreiros e embusteiros são os caminhos da luz.

Direto de Freeport, Bahamas: A imagem acima é do espetacular resort onde proferi a palestra "Esoterismo e religião, uma visão dialética da dicotomia nirvânica" para 1.500 empresários bahamenses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

domingo, 1 de abril de 2007

Tema de hoje: A mulher perfeita


Como trilheiro espiritual vos digo: ”Melhor é morar no deserto do que com uma mulher iracunda”. Meditava certa vez, no caminho Ao-Shu-man, sobre as mulheres e do que elas gostam. Coincidentemente, mas não por acaso já que o Inefável sempre age nesses momentos, encontrei-me com o grande sábio Teng-Tu-rui. Esse sábio era famoso por seus estudos sobre as mulheres e não hesitei em perguntar-lhe sobre o assunto. Sem abrir a boca me apresentou 3 mulheres que o acompanhavam. A primeira feia e espiritualizada, a segunda linda e materialista e a terceira meia-boca, mas com um grande senso a respeito do mundo material e espiritual. Meu irmão, minha irmã, se você procura o companheiro perfeito saiba que ele (ou ela) não existe. Contente-se com o que tem e reze para ter um bom contrato nupcial e não ser depenado no divórcio. Nós, “magos”, temos grandes advogados que impedem nossos chateaus e nossas adegas de vinho francês sejam rapinados por mulheres interesseiras. Matrimoniais são os caminhos da luz.

Direto de Hafnarfjörður, Islândia: A imagem acima é de peregrinos islandeses antes do encontro anual na filial da Hector Hereeye Foundation. Na ocasião proferi a palestra "Correntes dialéticas: Uma visão dicotômica do nirvana" para 1.500 empresários islandeses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

  ©"Em verdade vos digo", o blog da Hector Hereeye Foundation Template layla-imagem banner Kazuhiko Nakamura

TOPO  

Clicky Web Analytics