terça-feira, 17 de abril de 2007

Tema de hoje: A mãe girafa faz o filho sofrer


Como trilheiro espiritual vos digo:”Quem não sabe sofrer, não sabe reger”. Observando os animais, e a natureza, podemos aprender muitas lições valiosas. Os tubarões, por exemplo, já no próprio útero da mãe-tubaroa, se engalfinham pela sobrevivência. Esse canibalismo possibilita apenas o nascimento dos mais capazes de sobreviver em um mundo cruel e hostil. Uma avalanche no Himalaia permite à montanha se defender dos ousados agressores. Meu irmão, minha irmã, você deve observar o comportamento natural para entender que nem sempre a vida é um mar de rosas. As lições são melhores aprendidas se são duras e árduas. Os grandes sábios costumam utilizar palmatórias e porretes para fazer valer seus pontos de vista. Nós, “magos”, sabemos como é duro comprar um crítico venal, adular um editor ganancioso e autografar milhares de livros para leitores enfadonhos, para obter um chateau e equipa-lo com uma adega de estupendos vinhos franceses. Maternais e sofridos são os caminhos da luz.

Direto de Aalborg, Dinamarca: A imagem acima é da procissão anual dos monges Tang-Man-tou que se dirigiam em peregrinação ao encontro que promovi na filial da Hector Hereeye Foundation. Logo após proferi a palestra “Curiosidades dialéticas sobre o nirvana: A negação da negação dicotômica” para 1.500 empresários dinamarqueses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

Seja o primeiro a comentar

  ©"Em verdade vos digo", o blog da Hector Hereeye Foundation Template layla-imagem banner Kazuhiko Nakamura

TOPO  

Clicky Web Analytics