terça-feira, 6 de março de 2007

Tema de hoje: Em nome da Verdade


Como trilheiro espiritual vos digo:”Conheceis a Verdade e a Verdade vos libertará, mesmo que seja à tardinha”. Quando no caminho Ao-Shu-man tive tempo de refletir sobre a verdade. Afinal, o que é a verdade? Uma resposta afirmativa e sem mácula a uma pergunta capciosa, enganosa e cínica? Representa um ponto de vista nietzschiniano sobre determinado assunto? Uma posição dialética onde pessoas ávidas por palavras sem sentido e que pagam caro por isso conhecem a luz? E afinal, de que tipo de verdade estamos falando? Da material, da formal, da analítica ou da sintética? Meu irmão, minha irmã, tenham sempre em mente que a verdade é uma faca de dois gumes. Ao chegar em casa, em alto e avançado estado de embriagez, com manchas de batom pelo corpo falar a verdade pode trazer muitos aborrecimentos. Ao ser pega na cama com um amante negue até a morte e diga que ele está louco. Nós, “magos”, dizemos a verdade que nos convém. Em nosso chateau, bebericando um saboroso vinho francês em companhia de críticos venais, dizemos que a verdade é aquela que que enche nossas contas bancárias de dinheiro. Verdadeiros e subliminares são os caminhos da luz.

Direto de Port Moresby - Papua New Guinea: A imagem acima é do parlamento de Papua New Guinea onde proferi uma palestra sobre "O nirvana e o pragmatismo da verdade nas religiões tribais" para 1.500 empresários e políticos papuenses. Aos que desejam ter seus blogs linkados aqui, deixem seu recado. Não custa nada.

Ajudem o Ricardo Rayol a ganhar o blog da quinzena. Acessem o banner do Blog News, colocado ao lado, e votem no Jus Indignatus.

Seja o primeiro a comentar

  ©"Em verdade vos digo", o blog da Hector Hereeye Foundation Template layla-imagem banner Kazuhiko Nakamura

TOPO  

Clicky Web Analytics