domingo, 8 de julho de 2007

Tema de hoje: O motorista de táxi e o padre


Como trilheiro espiritual, vos digo: "Padre que foi frade, nem por amigo nem por compadre". Meu irmão, minha irmã, nem sempre o trabalhador dedicado ao divino é aquele que consegue o caminho esotérico oportunista. O verdadeiro trilheiro está atento aos virtuoses da fé. Comparem um templo e um caminhão de romeiros que trafega em um caminho inóspito nas montanhas, e sem freios. Qual dessas duas situações traz mais devotos? O templo é um local de meditação e seus líderes estão aptos a levar a palavra. Porém, nada garante que sejam eficazes nessa tarefa. No caso extremo, um motorista de pau-de-arara montanhês poderá converter milhares de pessoas sem dizer uma palavra. São seus atos insanos e má-direção que convencem. Algum de vocês já andou na boléia de um caminhão à 3.000 metros de altitude? Isso sim é um grande trabalho espiritual. Nós, "magos", contamos com o inesperado e com a coação para difundir nosso trabalho. Os críticos venais e editores gananciosos são a prova. Em nosso chateau, saboreando um arrebatador vinho francês, nos convencemos que o porrete é mais poderoso que a cenoura. Benzidos e motorizados são os caminhos da iluminação.

Direto de Turin, Itália: A imagem acima é o grande prêmio do verdadeiro trilheiro espiritual. Após a palestra "O motorista tântrico nirvânico, uma abordagem sobre a religião dicotômica dialética", com participação especial de 1.500 fiéis e empresários, iremos sorteá-la. Preço especial para os filiados da Hector Hereeye Foundation. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

Seja o primeiro a comentar

  ©"Em verdade vos digo", o blog da Hector Hereeye Foundation Template layla-imagem banner Kazuhiko Nakamura

TOPO  

Clicky Web Analytics