domingo, 29 de julho de 2007

Tema de hoje: Epíteto e o controle


Como trilheiro espiritual, vos digo: “De todos os infortúnios que afligem a humanidade, o mais amargo é que temos de ter consciência de muito e controle de nada”. Todos nós, que optamos pelo caminho esotérico oportunista, nos perguntamos se tudo o que virá a acontecer estará sob nosso controle. Nada mais preocupante do que ficarmos ao sabor dos acontecimentos. Mas para quem tem a verdadeira fé nirvânica isso não será um problema. Todos os atos são pensados para obter o melhor resultado possível. Isso reduz, em muito, o risco de surpresas desagradáveis como, por exemplo, receber um cheque sem fundos daquele promissor contribuinte de nossa causa. Elevar nossas orações ao divino ajuda, mas conferir com instituições financeiras o cadastro do candidato ajuda muito mais. Não conte que a aquisição daquela Ferrari 430 Spyder o tornará isento de acidentes, faça um seguro, se não tem condições de fazê-lo aguarde mais um pouco, junte mais recursos e não se arrisque. Mesmo sendo um exímio nadador não conte com isso em um naufrágio, procure o bote salva-vidas mais próximo. Nós, “magos”, não deixamos nada ao acaso, edificamos nosso trabalho em alicerces sólidos e vigas inquebrantáveis. Seguros, acordos contratuais, bancos sólidos, livros inéditos, tudo isso serve. Só assim garantimos, pela eternidade, a existência de nosso trabalho, nosso chateau e a adega, com os estupendos vinhos franceses que bebemos. Epitéticos e controláveis são os caminhos das iluminação.

Direto de Vale do Loire, França: A imagem acima é de uma peregrina, visitante no meu humilde chateau, provando do divino benefício dos vinhos franceses que coleciono. Logo após proferi a palestra "O controle tântrico nirvânico, o epíteto heterodoxo da importância do dicotômico dialético", para 1.500 empresários franceses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

Seja o primeiro a comentar

  ©"Em verdade vos digo", o blog da Hector Hereeye Foundation Template layla-imagem banner Kazuhiko Nakamura

TOPO  

Clicky Web Analytics