segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Tema de hoje: No mosteiro de Huelgas


Como trilheiro espiritual, vos digo: “O silêncio é uma virtude quando nos evita de dizer ou ouvir tolices”. Meu irmão, minha irmã, o caminho esotérico oportunista, do qual tenho a honra de ser Ai-Tian-rui, é construído com determinação, fraternidade e coragem. Somos testados em cada passo que damos. Cada grão de poeira levantado pode se tornar uma tempestade. Devemos, então, guardar o mais absoluto silêncio. Nunca revele seus planos nem as fontes dos recursos que adquiriu. O divino nirvânico é muito competitivo e nossos concorrentes usam dos truques mais sórdidos para roubar nossos felizes patrocinadores. Nós, “magos”, não revelamos quem são os críticos venais que compramos, os editores gananciosos que adulamos e nem os dirigentes esportivos que estão perpetuados no panteão sagrado existente na parede da adega, de finos vinhos franceses, ou nos documentos guardados nos cofres, de nosso chateau. Monastéricos são os caminhos da iluminação.

Direto de Caen, França: A imagem acima é de uma das peregrinas religiosas provando, em êxtase, um dos fabulosos vinhos franceses fornecidos para a minha adega. Neste local, também, proferi a palestra “A verdadeira face silenciosa do tantrismo nirvânico, uma abordagem fonoaudiológica dialética dicotômica”, para 1.500 empresários franceses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

Seja o primeiro a comentar

  ©"Em verdade vos digo", o blog da Hector Hereeye Foundation Template layla-imagem banner Kazuhiko Nakamura

TOPO  

Clicky Web Analytics