quinta-feira, 14 de junho de 2007

Tema de hoje: Esquecendo a magia


Como trilheiro espiritual, vos digo: “Silêncio não significa esquecimento”. O inusitado é uma das certezas para quem trafega pelo caminho esotérico oportunista. Somos constantemente testados em nossa fé, em nossa determinação e no nosso bolso. Encontramos criaturas das mais díspares como companheiros de peregrinação. Até a paixão é um desafio. Este aspecto da vida material desvia a atenção do caminhante fazendo-o enxergar coisas que não são possíveis. Por exemplo, um peregrino apaixonado pode ver-se morando debaixo da ponte com sua amada, pilotando um Gurgel 1975 ou, ainda, remando de barquinho numa lagoa. São situações absolutamente inapropriadas para aqueles que desejam alcançar o nirvana divino. Meu irmão, minha irmã, mantenha o foco no seu objetivo. Vislumbre as maravilhas dialéticas propiciadas pela caminhada espiritual. Seja forte e determinado(a). A paixão, assim como a vida material, é transitória. Somente o verdadeiro amor é eterno. Nós, “magos”, amamos nosso chateau e os vinhos franceses com os quais nos deliciamos. E sabemos que um chateau bem construído dura para sempre, no meu caso já dura 236 anos. Esquecidos e mágicos são os caminhos da iluminação.

Direto de Mykonos, Grécia: A imagem acima é de peregrinas extasiadas após conhecerem a filial da Hector Hereeye Foundation local. Neste mesmo dia proferi a palestra “A amnésia dialética sob o ponto de vista neo-moderno nirvânico dicotômico da magia” que proferi para 1.500 empresários gregos. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários. Conheçam o orkut do mago, link ao lado.

Seja o primeiro a comentar

  ©"Em verdade vos digo", o blog da Hector Hereeye Foundation Template layla-imagem banner Kazuhiko Nakamura

TOPO  

Clicky Web Analytics