sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Tema de hoje: Respeitando o limite


Como trilheiro espiritual, vos digo: "No mundo material o céu é o limite". O verdadeiro caminhante esotérico oportunista, de fé, sabe que não precisa passar dos limites, para se ter uma experiência nirvânica. A quem interessa conhecer os anjos alados do divino se, para isso, o jejum tântrico é o pré-requisito? Como se convencer de que uma Ferrari 599 não roda em qualquer estrada? E o cruzeiro pelo Caribe? Por que ir na temporada dos furacões? A experiência acumulada por miríades de seguidores da fé dialética é a resposta. Nenhum guru, guia ou "mago", que se preze, teve, em algum momento, que se privar para comungar com as forças divinas. Meu irmão, minha irmã, desconfiem daqueles que pregam que a comunhão espiritual é derivada da privação material. Isso atrasará sumamente a ajuda aos generosos e abonados necessitados e estrangulará o fluxo de recursos financeiros para seus cofres e de seus guias favoritos. Nós, "magos", tomamos todo o cuidado para não extrapolar. Pesquisamos muito antes de comprar um crítico venal ou adular um editor ganancioso. O tiro poderá sair pela culatra e causar disabores na degustação dos ilimitados vinhos franceses que bebemos, em nosso chateau. Respeitadores e limitados são os caminhos da iluminação.

Direto do Newcastle upon Tyne, Inglaterra: Na imagem acima vemos o grupo de peregrinas que se ofereceram para pernoitar, em companhia desse escriba, na matriz da Hector Hereeye Foundation, para um curso relâmpago de tantrismo dialético natalino. Hoje proferi a palestra "O limite transcedental dialético, uma abordagem holística de como respeitar os encontros importantes no mundo cármico dicotômico”, para 1.500 empresários ingleses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

Seja o primeiro a comentar

  ©"Em verdade vos digo", o blog da Hector Hereeye Foundation Template layla-imagem banner Kazuhiko Nakamura

TOPO  

Clicky Web Analytics