sábado, 1 de setembro de 2007

Tema de hoje: Sidney: o australiano e o anúncio do jornal


Como trilheiro espiritual, vos digo: “Não levantes a espada sobre a cabeça daquele que te pediu perdão”. Ao trilhar o caminho esotérico oportunista o caminhante irá encontrar muitas respostas. Porém, o verdadeiro vencedor encontrará todas as respostas. Uma das grandes questões é a relativa à imaterialidade nirvânica: Por que o divino, dialeticamente consciente, perdoa? Ora, meu irmão, minha irmã, o perdão é uma dádiva. Tenha sempre o perdão em seu coração. O divino não pode punir todos os pecados. Por exemplo, um arranhão na pintura de seu bólido esportivo não pode ser tratado com o mesmo rigor que uma colisão com um muro. Um tropeço na arrecadação de fundos não pode ser comparado ao desvio de recursos financeiros do seu guru. Desta forma, através do perdão, crescemos em direção ao todo. Nós, “magos”, exercitamos o perdão tântrico em nosso chateau, sempre depois de beber uma garrafa de erudito vinho francês. Jornalísticos e anunciáveis são os caminhos da iluminação.

Direto de Sidney, Austrália: A imagem acima, cedida pelo irmão Cejunior, é de peregrinas se encaminhando para o local onde proferi a palestra “O perdão dialético nirvânico, uma abordagem austral do formato divino dicotômico”, que proferi para 1.500 empresários australianos. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

Seja o primeiro a comentar

  ©"Em verdade vos digo", o blog da Hector Hereeye Foundation Template layla-imagem banner Kazuhiko Nakamura

TOPO  

Clicky Web Analytics