sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Tema de hoje: Encontro entre Deus e Moisés


Como trilheiro espiritual, vos digo: “A desgraça não marca encontro”. Certa vez, no mosteiro Dong-Tin-ling, diversos líderes espirituais oportunistas se encontraram. Como era de se esperar eu estava presente. E também, como era de se esperar, ninguém se entendia. Cada um puxava a sardinha nirvânica para seu braseiro. Em determinado momento, levantou-se um grande sábio, da seita católica cristã criacionista e conhecido pela alcunha de Benedeto, que defendeu a idéia de que o verdadeiro caminhante de fé não precisa compreender todo o ensinamento divino. Basta apenas que ele cumpra com sua missão. Entoamos em uníssono o mandamento número 1 do esoterismo dialético: “a missão primordial é ajudar os necessitados e aliviar o fardo pesado de sua carteira”. Meu irmão, minha irmã, somos todos seres falíveis exceto, é claro, nós, “magos”. Conhecemos as trilhas e manhas da vida dicotômica. Ao sentirem o peso da dúvida peçam perdão ao seu guru preferido e tudo se resolverá. Em nosso chateau, enquanto esperamos a maturação de soberbos vinhos franceses, temos um horário destinado à oração e ao perdão. Encontráveis, moiséticos e divinos são os caminhos da iluminação.

Direto de Mingachevir, Nagorno-Karabakh: A imagem acima é do encontro de líderes mundiais que participaram da palestra "O grande encontro dialético nirvânico, uma abordagem reflexiva divina sobre o poder da religiosidade nos caminhos dicotômicos”, que proferi para 1.500 empresários karabakistaneses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

Seja o primeiro a comentar

  ©"Em verdade vos digo", o blog da Hector Hereeye Foundation Template layla-imagem banner Kazuhiko Nakamura

TOPO  

Clicky Web Analytics