domingo, 14 de outubro de 2007

Tema de hoje: Palavras ao vento


Como trilheiro espiritual, vos digo: “A palavra dialética fora da boca e pedra atirada dicotomicamente não voltam atrás”. Meu irmão, minha irmã, sua caminhada esotérica oportunista deve ser levada com o amor no coração. O necessitado de ajuda nirvânica precisa que o divino tenha piedade e uma conta fácil de memorizar. O pecado cometido deve ser perdoado. Não condenem ninguém. Aquele que age de forma ímpia, perdoe. Os críticos venais que oferecem seus serviços, comprem-nos. O editor ganancioso que se insinua, adule-o. O diretor televisivo deslumbrado, afague-o. O dirigente esportivo que procura a perpetuação no cargo, estimule-o. Mesmo aquele que falta com suas obrigações pecuniárias não merece condenação. Oriente com amor. Sua presença perante este pecador, por si só, terá um efeito de intimidação tremendo. Evitem, então, dizer algo desagradável. Deixe isso aos irmãos encarregados da cobrança. Nós, “magos”, conversamos sempre. Orientamos a todos, em nosso chateau ao beber uma garrafa de espetacular vinho francês, a se redimirem. Apalavradas e ventosas são os caminhos da iluminação.

Direto de Jämsänkoski, Finlândia: Na imagem acima peregrinos escutam atentamente a palestra "A palavra transcedental dialética nirvânica, uma abordagem venturosa sobre os diversos níveis do relacionamento climático cármico dicotômico”, para 1.500 empresários finlandeses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

Seja o primeiro a comentar

  ©"Em verdade vos digo", o blog da Hector Hereeye Foundation Template layla-imagem banner Kazuhiko Nakamura

TOPO  

Clicky Web Analytics