segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Tema de hoje: Aceitando alguns erros


Como trilheiro espiritual, vos digo: “Costumo voltar atrás, sim; não tenho compromisso com o erro”. Um grande sábio disse, certa vez, que o sucesso da penetração do divino nirvânico, nos corações e mentes dos necessitados, depende do esforço de cada um dos caminhantes de fé em sua abordagem esotérico oportunista. Não devemos ter medo de errar, nem de cometer gafes. O convencimento dialético e a boa-vontade em ajudar os generosos necessitados deve ser praticado infinitamente. Meu irmão, minha irmã, comece abordando aquele que tem poucos recursos. Ao se sentirem seguros, sejam ousados e passem para o nível seguinte. E assim, de grão em grão, atingirão os grandes desesperados. Aí sim, o erro será punido com rigor pelas forças divinas. Não há nada mais tolo do que deixar escorregar, entre os dedos, alguns milhões em moeda forte sonante. Nós, “magos”, treinamos continuamente nossas técnicas. Isso permite que não cometamos erros banais, manter nosso chateau e escolher vinhos franceses irretocáveis. Aceitos e erráticos são os caminhos da iluminação.

Direto de Luangahu, Tonga: Na imagem acima uma peregrina mostra suas técnicas de abordagem aos generosos abonados necessitados, ao um dos representantes da filial local da Hector Hereeye Foundation. Graças a esse esforço conseguiu um curso inteiramente grátis de tântrismo dialético com este escriba. No mesmo dia proferi a palestra "O erro transcedental dialético, uma abordagem aceitável do prejuízo do investimento cármico dicotômico”, para 1.500 empresários Tongoleses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

Seja o primeiro a comentar

  ©"Em verdade vos digo", o blog da Hector Hereeye Foundation Template layla-imagem banner Kazuhiko Nakamura

TOPO  

Clicky Web Analytics