quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Tema de hoje: O arco e a flecha


Como trilheiro espiritual, vos digo: “ É fácil, dialeticamente, quebrar uma única flecha, mas é difícil, dicotomicamente, quebrar um feixe de dez flechas”. O verdadeiro caminhante de fé não deve viver sob tensão. Como um arco ele deve repousar para manter intactas sua energia e sua força. Com isso, o alvo esotérico oportunista se tornará fácil de atingir, mesmo distante. Um abonado necessitado é um alvo distante e somente a mente aguçada e capaz pode alcançá-lo. O desgaste provocado pela caminhada, pelos sucessivos debates, pelos pedidos de doações vultosas, a busca do crítico venal, que irá alavancar sua vida divina nirvânica, ou o encontro com aquele ganancioso editor que deve adular é desgastante. Esteja alerta, meu irmão, minha irmã, para as oportunidades. Mas antes relaxado do que estressado. O resultado aparecerá. Nós, “magos”, estamos em perfeita sintonia com o fabuloso vinho francês que bebemos, em nosso chateau. Assim, fica muito fácil atingir a alma e o bolso dos que nos procuram. Arqueados e flechados são os caminhos da iluminação.

Direto de Bandar Seri Begawan,Brunei: Na imagem acima uma peregrina exercita-se com o arco dialético, utilizando uma das técnicas ninja, em um dos cursos de gestão financeira dos abonados necessitados. Logo após proferi palestra "O arco transcedental dialético nirvânico, uma abordagem certeira dos diversos níveis do retorno ponetagudo cármico dicotômico”, para 1.500 empresários bruneienses. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

Seja o primeiro a comentar

  ©"Em verdade vos digo", o blog da Hector Hereeye Foundation Template layla-imagem banner Kazuhiko Nakamura

TOPO  

Clicky Web Analytics