sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Tema de hoje: O califa e sua mulher


Como trilheiro espiritual, vos digo: ”Economiza na alimentação do gato e os ratos comer-te-ão as orelhas”. Certo “sábio”, precisou viajar para um lugar distante. Em sua despedida virou-se para um de seus principais seguidores e disse: “Aqui estão as chaves dos cofres de nosso templo”. Para um segundo seguidor disse: “Pegue-o, amordaçe-o e coloque-o a ferros na torre norte”. Este segundo monge, espantado, disse: “Mas Tao-Bin-rui é quem mais o adora”. “Não discuta minhas ordens”, retrucou o sábio. E assim foi feito. Depois de muito tempo, ao retornar, descobriu, para seu horror, que os dois monges haviam fujido. Meu irmão, minha irmã, aprenda que a traição e o mau-caratismo são comportamentos da vida dialética do corpo material. Em nossa caminhada esotérica oportunista não devemos confiar a chave do cofre a ninguém. Se tem dúvidas quanto à honestidade de quem o cerca e que sua caminhada nirvânica pode trazer uma morte súbita, faça um seguro e deixe um testamento. Nós, “magos”, jamais deixamos as pontas soltas. Nosso chateau, nossa adega de vinhos franceses e os recursos existentes em nossas contas numeradas estão segurados e com o devido repasse garantido. Califáveis e mulherengos são os caminhos da iluminação.

Direto de Pequim, China: Na imagem acima 1.500 políticos chineses, comunistas e peregrinos, ouvem atentamente a palestra "As mulheres transcedentais dialéticas, uma abordagem enigmática sobre o relacionamento amoroso entre homem e mulher e retorno dos investimentos financeiros cármicos dicotômicos", proferida durante a reunião quinquenal do comitê chinês. Paralelamente, gestionei, perante os membros do Partido Comunista Chinês, que dêm uma abertura para que meu amigo do peito, o Dalai Lama, possa abrir um templo. A concorrência é saudável e desejável. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

Seja o primeiro a comentar

  ©"Em verdade vos digo", o blog da Hector Hereeye Foundation Template layla-imagem banner Kazuhiko Nakamura

TOPO  

Clicky Web Analytics