segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Tema de hoje: O mestre e o combate


Como trilheiro espiritual, vos digo: "Dou um boi para não entrar em combate tântrico, mas dou uma boiada para não sair dele". Uma das artes, que o caminhante esotérico oportunista tem que dominar, é uma arte marcial. Não que seja desejável que o caminhante se torne belicoso. Mas sim como forma de se proteger dos ataques físicos da concorrência desleal. Meu irmão, minha irmã, além do preparo físico, que uma arte marcial propicia, ela também desenvolve a agudeza mental, tornando-o uma máquina de levantar recursos financeiros. As manobras escusas envolvendo outros âmbitos de deslealdade concorrencial são combatidas com a ajuda incessante de nosso departamento jurídico. Nós, "magos", além de mestres em diversas áreas dialéticas somos também experts em ninjitsu, jiujitsu e karatê. Praticamos todos os dias nas salas de ginástica e tatames existentes em nosso chateau, perto da adega de vigorosos vinhos franceses. Mestrados e combativos são os caminhos da iluminação.

Direto da Ramanathapuram, Índia: Na imagem acima vemos guerreiros-peregrinos sikh aguardando ansiosos meu pronunciamento na celebração de Bandi Chode. Logo após proferi a palestra "O combate transcedental dialético, uma abordagem holística de como escolher amigos e influenciar pessoas no mundo cármico dicotômico”, para 1.500 empresários indianos. Aos que desejam ter seu blog linkado, nessa casa espiritual, se manifestem. É de graça. Consultas oraculares podem ser enviadas por e-mail para heitorcaolho@gmail.com ou deixadas nos comentários.

Seja o primeiro a comentar

  ©"Em verdade vos digo", o blog da Hector Hereeye Foundation Template layla-imagem banner Kazuhiko Nakamura

TOPO  

Clicky Web Analytics